Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Os modelos Damaris Goddrie, Frederik Woloszynski, Heejung Park, Lina Berg e Anarcius Jean estrelam a Campanha Levi’s Outono 2018, clicados pelas lentes da fotógrafa Amy Troost.

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

No momento em que o jeans retorna com força nas coleções de grandes marcas, é importante se observar as inovações da Levi´s, precursora desta histórica matéria e estilo, desenvolvida por seu fundador Levi Strauss* no século 18.

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Destaque para a cinturas alta das calças, a largura das bocas, a variação de comprimentos de acordo com o estilo de calçados. As botas “western” perfeita para as bocas estreitas na altura do tornozelo, assim como o tênis proposto nas mais curtas.

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

O visual de beleza dos modelos foi criado pela “hairstylist” – cabeleireira – Tina Outen e a “make-up artist” – maquiadora – Francelle Daly.

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

Campanha Levi’s Outono 2018 / Fotografia Amy Troost

* Levi Strauss nasceu na Baviera francesa e chegou aos Estados Unidos em junho de 1847, em plena era do ouro. Foi trabalhar para os seus irmãos mais velhos, vendendo tecidos e objetos domésticos em Kentucky. Dois anos depois, partiu para a Corrida do Ouro, na Califórnia. Começou a confeccionar calças para os mineiros com um tecido de lona marrom – usado para fazer barracas e cobrir carroças – pois necessitavam de tecidos bem resistentes.

Em 1850, contratou um alfaiate e transformou a sua lona em macacões, os quais foram vendidos rapidamente. Mais tarde abriu uma pequena confecção de calças em San Francisco. E quando Levi trocou a lona pelo “tecido de Nimes”, cidade da França, mais resistente e durável, tingiu-o com índigo – substância corante azul extraída do indigueiro – foi batizado pelos americanos de “denim” -diminutivo da expressão – de Nimes -, passando, então, a chamar a calça de Levi’s “blue denim” ou “blue jeans”.

Em 1850, contratou um alfaiate e transformou a sua lona em macacões, que foram vendidos rapidamente. Mais tarde abriu uma pequena confecção de calças em San Francisco. E quando Levi trocou a lona pelo “tecido de Nimes”, mais resistente e durável, tingiu-o com índigo que foi batizado pelos americanos de denim (corruptela da expressão – de Nimes), passaram a chamar a calça de Levi’s blue denim ou blue jeans.

(Visited 1 times, 10 visits today)